Carta #23 | por mais histórias

carta23.png

Hoje a minha carta tem além de inspiração e um monte de links bons, uma novidade e um pedido. Então vale ficar e ler até o fim com carinho!

Descobri que tenho um jeito especial de contar histórias com a minha última marca, a Canna. Pra quem não me conheceu nessa fase, eu transformei um desejo que tinha como consumidora em uma marca que pudesse mostrar o veganismo para pessoas que ainda não tinham entrado em contato com o movimento. Além dos materiais veganos, as bolsas da Canna também eram feitas com mão de obra justa e tinham um desenho atemporal, ou seja, eram pensadas pra durar muito tempo, além dos ciclos da moda.

Falar por muitos anos sobre veganismo e minhas escolhas de vida, em nome da Canna, me fez perceber com clareza o que me move. Falo sobre estilo de vida consciente com um olhar questionador, que é ao mesmo tempo entusiasmado com ideias transformadoras mas cético para não se deixar enganar. Esses dias me disseram que faço “um ativismo profundo, aquele que é feito de escolhas muito pensadas, fruto de investigação e estudo”. Pronto, emocionei. É por aí mesmo, eu resolvi abrir esse meu olhar pro mundo porque espero que minhas reflexões reverberem por aí, pra incentivar quem está em volta a pensar e a transformar também.

Sem esconder nada, eu compartilho tudo que vejo de mais interessante, desde um novo projeto de compostagem até a forma como é extraída uma matéria prima ou a minha jornada na beleza natural. Pode ser aqui na newsletter ou nos textos que escrevo para outras plataformas. No instagram, especialmente, conto o que aprendi nos lugares em que estive: já mostrei uma destilaria de óleos essenciais selvagens, minhas visitas em fazendas orgânicas e também quando fui conhecer um restaurante que produz o próprio azeite de oliva e trabalha só com insumos locais.

Pelo caminho do aprendizado, estou sempre me transformando, e mudando a forma com que trabalho. Isso acontece em um tempo lento de quem faz tudo com muito carinho e atenção. Hoje vim pra contar que estou me dedicando a criação da minha própria página na internet. Lá vou reunir essas histórias todas e ampliar as reflexões e conversas. Com tudo organizado e sempre disponível, em um espaço tão nosso quanto essa newsletter (mas de portas abertas para quem mais quiser entrar, a qualquer momento). Já tem um endereço e o conteúdo ainda leva um pouco de tempo pra aparecer, mas não demora. E a newsletter continua, tá?

Agora vem o pedido que mencionei, vai dar pra entender todo esse papo focado em mim mesma que rolou lá em cima. Uma marca conhecida de cosméticos naturais e saúde holística lançou um projeto chamado Global Garden. Eles vão selecionar uma pessoa para conhecer todo o universo da marca, desde o cultivo das matérias primas até os projetos de desenvolvimento sustentável. Quem for escolhido vai fazer uma viagem imersiva de 3 meses, visitar os produtores e as fábricas, e contar o que viu pra comunidade da marca.

Nem preciso dizer que me identifiquei muito com a proposta. É aí que eu vejo meu caminho cruzar o das marcas, para tornar os processos mais transparentes pra pessoas. Tenho vontade de participar desse percurso e quero levar meu olhar crítico e atento pra eles. Seria um privilegio ter acesso aos campos de calêndula, de romã e arnica, mas também quero entender como os princípios do comércio justo e da sustentabilidade estão sendo aplicados em grande escala.

Pra ter a chance de ser selecionada, preciso conseguir ficar entre os 6 primeiros do Brasil em uma votação online até o dia 10 de setembro. Então pra poder mostrar como vejo o mundo pra eles, preciso da sua ajuda. O voto leva menos de dois minutos, precisa ser feito pelo site e depois confirmado clicando no link que eles enviam por e-mail. O caminho do voto é por aqui: http://bit.ly/votenafecanna

E bom, se não rolar, eu sigo contando histórias por aqui, entre a gente.